Pages

Subscribe Twitter

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Como recuperar dados perdidos por exclusão acidental

Gente...

Não sei se já aconteceu com vocês... mas nesse final de semana, acabei apagando um arquivo do pen drive sem querer. Achei q já tinha copiado no computador e deletei do pen drive sem dó. Algum tempo depois, percebi a "káka" e quando já estava a ponto de me desesperar, meu maridão lindo chegou com a solução: "é só a gente instalar um programa de recuperação de arquivos!"

"Heim?! Como assim?!".

Eu, com a minha mente finita em relação a assuntos tecnológicos, nunca havia imaginado que baixando um programinha "free" na web, conseguiria recuperar os arquivos deletados acidentalmente do meu pen drive. Achava que para existir uma tênue possibilidade disso acontecer, teria que mandar o pen drive pra São Paulo ou, quem sabe até para os Estates... hehehehe... doce ilusão.

Em poucos minutos, meu @daniellocutor já tinha recuperado os tais arquivos que eu precisava e MUITOS outros que já tinham passado pelo meu pen drive e eu nem me lembrava mais. INCRÍVEL! A "salvação" para esta atrapalhada usuária da tecnologia =)

Como isso é possível?

Segundo o pessoal do Baixaki, o funcionamento desse tipo de programa acontece assim: ao deletar um arquivo, você envia a seguinte informação para o seu computador/pen drive: “Este espaço do disco rígido poderá ser usado se necessário”. Portanto o arquivo continua ali até que algum outro ocupe seu espaço. O programa recupera apenas os arquivos que ainda não foram sobrescritos por outros dados quaisquer.

Finalmente, se você está passando por uma situação quase "desesperadora" dessas, PARA tudo! Não salva mais nada no pen drive e daí é só clicar aqui nesse link do Baixaki, fazer o download do Recuva gratuitamente e se maravilhar com as possibilidades da tecnologia. Além do link para download do programa, você vai encontrar todas as explicações para sua utilização. É bem fácil! A versão é em português, a interface é amigável e os comandos são bem intuitivos.

Um abraço e sucesso a todos na recuperação de seus dados do pen drive ou mesmo do HD formatado!

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Como fugir das armadilhas dos supermercados


Oi queridas e queridos,

Fikei bem feliz em saber que as meninas testaram e aprovaram o teste de personalidade postado abaixo. Mas hoje, vou mudar o assunto.

"Como fugir das armadilhas dos supermercados" é um post dedicado também a mim que, geralmente, caio em algumas destas armadilhas.

Pra começar, vou compartilhar um infográfico produzido pela Associação de Consumidores ProTeste divulgada no Uol que mostra quais são as as técnicas mais frequentes usadas pelo marketing para fazer com que você demore mais lá dentro. Fazendo assim, você comprar mais do que havia imaginado. É só clicar aqui!

Agora, vou fazer um mix de algumas reportagens que li ou assisti no Uol sobre o assunto ;)

Faz tempo que ir ao supermercado deixou de ser a simples ação de comprar comida e produtos de limpeza. Ao pisar no local, o consumidor é bombardeado por cores, promoções, cheiros e produtos que vão desde um pacote de macarrão até um televisor LCD de última geração.

Diante de tantas opções e estímulos, como fazer para manter o foco e levar apenas o necessário, evitando assim os gastos desnecessários em um momento de pressão inflacionária?

1ª Dica: LISTA
A principal dica é ir ao supermercado com uma lista com todos os produtos que você precisa comprar.

“Se o consumidor já vai com uma lista, ele já vai pré-definido, sabendo o que é realmente necessário. A gente sabe que os supérfluos muitas vezes levados têm um custo mais elevado e acabam encarecendo o valor final da compra”, afirma Polyanna Carlos Silva, supervisora institucional da ProTeste Associação de Consumidores.

2ª Dica: ESTÔMAGO CHEIO
Essa dica é antiga (antiga? Velha mesmo), mas ainda assim, de vez em quando, a gente se esquece dela: evitar ir às compras com fome. Com o estômago vazio, o consumidor fica mais suscetível ao impulso de comprar alimentos necessários naquele momento para matar a fome, mas desnecessários em casa.

Então, se não der tempo de fazer um lanche antes de ir ao supermercado, tente raciocinar apesar da fome.

3ª Dica: CUIDADO COM AS PROMOÇÕES
Polyanna Silva também orienta o consumidor a ficar atento às ofertas, principalmente as famosas “pague dois, leve três”. Segundo ela, é sempre importante confirmar se o valor unitário do produto não é o mesmo na suposta promoção e na compra avulsa.

A supervisora da ProTeste também orienta as pessoas a não comprarem alguma coisa apenas porque está em oferta, mas, sim, por necessidade.

Outro aspecto importante sobre as ofertas, de acordo com ela, é ficar atento à data de vencimento dos produtos. Alguns estabelecimentos diminuem o preço de alimentos que estão perto de vencer. Neste caso, é importante o comprador ver se realmente vai consumir a mercadoria antes do prazo limite.

4ª Dica: CRIANÇAS OUT
Gente... essa me impressionou muito: Segundo o consultor financeiro Reinaldo Zakalski, levar criança no supermercado pode aumentar a conta em 30%. O motivo é fácil! Geralmente, criança no supermercado chora, esperneia, faz essa carinha de gato de botas do Sherek e o adulto acaba cedendo e levando o que a criança quer.

5ª Dica: PESQUISA
Comparar os preços em diferentes lugares ainda pode funcionar. No entanto, lembre-se de calcular o que vai gastar com a gasolina. Às vezes, a diferença de centavos pode não compensar a viagem. Por isso, fique atento ;)

6ª Dica: ARMADILHAS
Sobre as “armadilhas” dos supermercados que consistem em fazer com que o consumidor se sinta bem e, assim, fique mais tempo no local, Polyanna Silva aconselha as pessoas a irem focadas.

“A gente orienta o consumidor a ir com objetividade ao supermercado, que ele vá sabendo o que vai comprar e usufrua de todo esse conforto que hoje existe”, afirma.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Teste de Personalidade

Oi gente!

Tenho várias novidades para publicar aqui no Blog. Muita gente tem enviado um monte de dicas legais para compartilhar com vocês!

Vou começar publicando um teste de personalidade. Eu sei que, em geral, é a mulherada que curtre mais essas coisas. Mas eu tenho certeza que até os homens vão gostar.

São 42 perguntas com apenas duas alternativas. Então a gente investe, no máximo, dez minutinhos para responder. Depois é só ler o resultado.

A coisa mais legal desse teste é que, além de ver nossa qualidades e aptidões profissionais, temos uma noção bem realista dos nossos pontos negativos. O que torna bem mais fácil definirmos alguma ação para revertermos isso.

Segundo o que me informaram, este questionário para mapeamento do tipo de personalidade é um resumo do MBTI (Myers Briggs Type Indicator), inventário americano muito bom.

A dica principal para responder é a seguinte:

"Escolha a alternativa que você PREFERE, sem se importar no que os outros acham. A primeira resposta que lhe vier à cabeça é a mais original, a que vem do coração".

O relatório aparece na hora e vem com as principais profissões que se adequam ao seu tipo psicológico.

Eu, por exemplo, escolhi uma profissão que não tem nada a ver com a minha personalidade. (Já sei disso desde a época do pré-vestibular :S) Porém, graças a testes como este tenho aprendido a prevenir certas situações. Além disso, sempre penso que nunca é tarde para mudar de profissão. Quem sabe, qualquer dia desses, eu resolva mudar de ramo... nem que seja depois de me aposentar =)

Se bem que, quando me aposentar, pretendo passar meu tempo livre fazendo artesanato. ADORO! Hehhehehe... É isso!

Ah! Finalmente, aqui está o site: http://sites.mpc.com.br/negreiros/quiz.html

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Amizade entre casais aumenta a felicidade

Tem gente que quando se relaciona cria uma espécie de bolha em torno do (a) companheiro (a), e costuma isolar-se das outras pessoas... se você é desse tipo, é bom ligar o pisca alerta e repensar esse comportamento.

É que de acordo com um estudo da Universidade Wayne State, nos Estados Unidos, casais que mantêm amizade com outros casais têm relações mais românticas, satisfatórias e felizes.

Segundo Richard B. Slatcher, especialista em psicologia social, passar um tempo de qualidade com outros casais pode ser uma maneira importante de melhorar os relacionamentos a longo prazo.

O estudo, batizado de Quando Harry e Sally conheceram Dick and Jane: criando proximidade entre casais, avaliou 60 casais. O objetivo era entender melhor como são formadas as amizades entre os casais e aprender como elas afetam a relação amorosa de cada par.

Em um ambiente controlado, cada casal foi organizado em pares. Um grupo recebeu questões com assuntos profundos, que deveriam ser debatidos entre os participantes. O outro grupo recebeu temas com questões banais.

Dos casais do primeiro grupo, um terço manteve a amizade além do experimento, ao contrário dos do segundo grupo, que afirmaram não ter feito nenhum tipo de contato posterior com os outros participantes.

Aqueles que mantiveram a amizade relataram benefícios no seu relacionamento amoroso, como o conhecimento mais profundo de seu parceiro e um sentimento de novidade.

De acordo com Slatcher, "eles sentiram que essa amizade acendeu uma faísca em suas próprias relações, e os tornou muito mais próximos de seus pares românticos. Se a sua relação sofre um momento de marasmo, nosso estudo sugere que passar momentos agradáveis com outros casais pode fazer seu namoro ou casamento mais satisfatório”.

Viram só?! Nada melhor do que ter bons amigos! Experimentem ;)