Pages

Subscribe Twitter

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Picolé Detox

De todas as receitas detox que já vi, essa me chamou mais a atenção: picolé detox! Especialmente, por conta das altíssimas temperaturas da estação. 

Se é gostoso, ainda não posso dizer pois não experimentei. Mas acho que não tem como não ser bom :)

Mas vamos ao que interessa.... a receita ;)
 
Ingredientes:
- 2 rodelas de abacaxi
- 2 folhas de couve manteiga
- 6 folhinhas de hortelã
- 500 ml de água de coco
- Adoçante stévia a gosto

Modo de preparo:

Bata no liquidificador a couve, o abacaxi e a hortelã com água de coco gelada. Não coe para não perder as fibras do suco. Adoce a gosto. Coloque em forminhas de picolé e leve ao congelador.

Fonte: revistamarieclaire.com.br

domingo, 15 de dezembro de 2013

I Love Waffles

Gente... nesse fim de semana fui "iniciada" na deliciosa arte de fazer Waffles! E, como não podia ser diferente, aqui estou para compartilhar com vocês esta receita maravilhosa, criada pela vó de uma grande amiga @michele.r.martins, que me passou todos os detalhes.

Além dos ingredientes, também é necessário ter a panelinha ou máquina de fazer waffles. Eu já tinha uma máquina em casa há mais de cinco anos - presente de uma outra amiga @laurita.licerre. Porém, a coitadinha estava encostada por ser de outra voltagem e eu ainda não ter comprado o transformador correto para ela.

Mas hoje, a folga da máquina acabou e, pela empolgação do meu maridão com os waffles, ela terá que trabalhar MUITO neste verão! Aliás, estes waffles da foto contaram totalmente com a colaboração dele, que mexeu a massa quando o meu braço na aguentava mais. E a parte de colocar para assar foi disputada... estava BEM divertido!

INGREDIENTES:

  • 500 g de açúcar
  • 250 g de margarina ou manteiga
  • 8 ovos
  • 100 g de coco ralado
  • 500 g de trigo
  • 2 colheres (sopa) de fermento em pó

MODO DE FAZER:

  • Bata tudo no liquidificar ou batedeira (ou misture à mão, caso o liquidificador não dê conta). A orientação da minha amiga é ir acrescentando os ingredientes conforme a ordem acima.
  • Ligue a máquina para ir aquecendo.
  • Unte a máquina com margarina (você pode usar um pincel daqueles de silicone para uso culinário ou improvisar com um guardanapo. Porém, com o guardanapo tem que tomar cuidado para não queimar os dedos e desperdiça margarina).
  • Coloque uma porção da massa no centro da máquina. Quando a máquina for fechada, a massa irá espalhar. Cuidado para não colocar muita massa, para não transbordar. Os primeiros podem sair meio defeituosos, mas conforme a gente vai fazendo, vai pegando o jeito e descobrindo a quantidade exata. 
  • O tempo eu não sei dizer ao certo, mas é só ir olhando. Tem que desgrudar e esperar dourar.
  • Daí, é só esperar e deixar a mágica acontecer ;)

Eles ficam DELICIOSOS na hora, quentinhos! Mas continuam tão deliciosos no dia seguinte também! Dá para comê-los purinhos, com geleia, com requeijão... Uma boa pedida é usar a geleia de pimenta ou, como já comi uma vez na Rosted Potato, com requeijão e geleia. Acho que também deve ficar muito bom com sorvete e caldas.

Ah! A receita completa deve render uns 14 waffles. Aqui em casa, nós fizemos apenas a metade, e foram quase sete... uns 6,5 pra ser mais exata. Na foto, já havíamos devorado os demais :)

Vale MUITO a pena! Feliz Natal com waffles pra todos!

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Pão de Banana

Quando me perguntam qual é a minha fruta favorita, já tenho a resposta na ponta da língua: BANANA! Sem sombra de dúvida! E se tem outra coisa que eu gosto é de PÃO... Imagine então um Pão de Banana!!?!!

Quase surtei quando vi a receitinha desse pão no Facebook de uma amiga @dannyreis... PRECISAVA fazer esse pãozinho de qualquer jeito. Para melhorar ainda mais, ganhei uma penca de bananas orgânicas da minha sogrinha :)

Ou seja, tinha tudo pra dar certo! Mas, chega de conversa e vamos a receita!

INGREDIENTES:
3 bananas grandes amassadas
1 xícara de açúcar - melhor se for mascavo, mas com branco também dá (eu usei o mascavo)
1 ovo (segundo a minha amiga, dá pra substituir por 2 colheres de linhaça amolecidas alguns minutos na água até ficar uma gosma)
1 1/2 xícara de trigo (pode ser integral)
1/4 xícara de manteiga amolecida
1 colher de chá de sal
1 colher de chá de bicarbonato
Passas, ameixa picada, gotas de chocolate, nozes picadas, ou qualquer outra coisa que você gostar (Minha amiga usou blueberry e ficou divino. Eu usei 100 g de cranberry e umas seis metades de nozes picadas e também ficou demais!)

MODO DE FAZER:
Misturar tudo numa bacia e assar numa forma de bolo inglês por 1 hora a 180 graus. (A massa crua fica com a consistência um pouco mais grossa do que a de um bolo).

Viram só que fácil?! E fica uma DELÍCIA! Até meu maridão que não gosta muito de banana AMOU! Ficou saboroso e extremamente macio :)

Bolas de Natal

 Gente... uma das coisas que me fascina nesta minha profissão é a oportunidade de aprender um pouquinho de cada coisa. Atualmente, por exemplo, sou uma "expert" superficial em Trânsito e Mobilidade, Indústria Gráfica, Sindicatos, Odontologia e Artesanato. Vejam só que coisa boa!

E, no último mês de novembro, tive a oportunidade de fazer algumas matérias de passo-a-passo para o jornal do Floripa Quilt - um evento super legal de Patchwork e artesanatos em geral, que acontece aqui em Florianópolis.

Como não tenho nenhuma habilidade com máquinas de costura, linhas e agulhas, fiquei feliz da vida quando entrevistei, fotografei e editei um passo-a-passo, que não precisa destas habilidades: Bolas de Natal lindíssimas presas somente por alfinetes, criadas pela professora Cleuza Brunetti.

Fiquei TÃO empolgada que já fui direto na loja da filha da professora do passo-a-passo para comprar os materiais. Pensa numa pessoa animada... essa era eu chegando em casa com aquele monte de fitas, miçangas e alfinetes!

O resultado ficou bem legal! Por isso, vou compartilhar com você aqui no Blog. Sei que está meio em cima da hora, mas ainda dá tempo de fazer algumas para enfeitar a noite de Natal ou presentear alguém.

MATERIAIS:
  • Bolas de isopor de 100 mm ou 10 cm (como o atendente da loja preferir). Tb pode ser com aquelas de 75 mm (Mas eu achei mais fácil com as maiores). 
  • Fitas de várias larguras e estampas natalinas; fitas voal; gregas; passamanarias; sianinhas douradas ou coloridas; passa-fitas; lantejoulas douradas, verdes e vermelhas; miçangas douradas, verdes e vermelhas; alfinetes (não podem ser muito grossos para passarem nas miçangas e nem muito finos que não segurem as miçangas :S Eu usei o nº 19 para prender as fitas e o nº 24 para prender as lantejoulas e bolinhas porque com o 19, as bolinhas estavam escapando... acredito que daria para fazer tudo com o nº 24).
  • Cola quente somente para colar o laço e a alça para pendurar a bola, pingando apenas sobre as fitas, não na bola de isopor, senão derrete. (Se bem que eu não usei cola quente... usei uma outra cola fria e, em algumas, eu nem usei cola, fixando somente com os alfinetes).
MODO DE FAZER:
  • Corte a fita mais larga escolhida e a posicione de forma que ela abrace a bola e fixe-a com os alfinetes. Da mesma forma, coloque a segunda fita, deixando-a bem fixa com os alfinetes. Se a fita for muito larga, será necessário fazer pequenas penses, prendendo-as também com alfinetes (foto da esquerda abaixo). Se você optar em fazer com as bolas menores (75 mm) não use fitas muito largas, pois vai ser muito difícil fazê-la "abraçar" a bola. Outra coisa, algumas fitas possuem arames na borda. Se tiver arame, tire.
  • Nos quatro espaços em formato de gomo, repita o mesmo processo com fitas mais estreitas e, após, adorne as laterais com enfeites e detalhes até preencher todos os espaços (foto da direita acima).
  • Coloque as miçangas, as lantejoulas nos alfinetes e decore toda a bola a gosto, preenchendo todos os espaços.
  • Faça um laço bem bonito e cole sobre as emendas das fitas e também a alça para pendurar.
Pessoal... faz uma baguncinha e dá um trabalhinho, mas vale a pena o esforço!

Por enquanto, só consegui concluir quatro bolas, que usei para o centro de mesa... ficou lindo! Como a minha árvore é muito pequena e não comporta o tamanho das bolas, estou pensando em concluir as demais para fazer um arranjo para a porta de entrada e presentear algumas amigas, embalando uma bola exclusiva em uma caixinha daquelas transparentes, com um laço bem bonito. Acho que vai ficar show!

Quem tiver alguma dúvida, é só perguntar aqui nos comentários e, se eu souber a resposta, eu digo ;) O negócio é colocar a mão na massa e, com a prática, tudo vai ficando mais fácil.

Loja onde comprei os materiais: Gata Bordadeira (Estreito, Florianópolis/SC)

PS.: Se você tem mais dons artesanais do que eu, confira esta edição do Floripa Quilt Informa e divirta-se com os outros passo-a-passos ;)

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Consumo de nozes prolonga a vida

Notícia boa divulgada pelo site da BBC Brasil: Pessoas que consomem regularmente oleaginosas como nozes, amêndoas e avelãs têm tendência a viver mais, segundo uma pesquisa feita por cientistas americanos, que acompanhou 120 mil pessoas ao longo de 30 anos. Vejam abaixo mais informações:

O estudo, divulgado na publicação científica New England Journal of Medicine, indica que os mais beneficiados são aqueles que consomem diariamente uma porção – nesses casos, os analisados tiveram uma queda de 20% na taxa de mortalidade durante o período de 30 anos de pesquisa, em comparação com outras pessoas que não consumiram as frutas secas.

Os cientistas que fizeram o estudo disseram que, apesar de as pessoas que consumem regularmente essas oleaginosas em geral terem um estilo de vida mais saudável, o consumo em si também contribui para uma vida mais longa.

Porém, segundo a British Heart Foundation, uma organização não-governamental britânica que faz pesquisas e campanhas de conscientização sobre males cardíacos, mais estudos são necessários para comprovar a relação entre longevidade e o consumo dessas frutas secas.

Resultados - O estudo acompanhou cerca de 120 mil pessoas ao longo das três décadas e constatou que quanto mais as pessoas consumiam regularmente as oleaginosas menos provável era que elas morressem durante o estudo.

Aqueles que consomem essas frutas uma vez por semana mostraram ser 11% menos propensos a morrer durante a pesquisa do que aqueles que nunca as comiam.

O consumo de até quatro porções semanais foi associado a uma redução de 13% no número de mortes, e o consumo de um punhado de oleaginosas por dia reduziu em um quinto a taxa de mortalidade durante o estudo.

O principal responsável pela pesquisa, Charles Fuchs, do Dana-Farber Cancer Institute nos Estados Unidos, explicou que "o benefício mais óbvio foi a redução de 29% de mortes por doença cardíaca, mas nós vimos também uma redução significativa, de 11%, no risco de morte por câncer."

A pesquisa também concluiu que, em geral, pessoas que comem as frutas secas têm um estilo de vida mais saudável. Elas se exercitam mais, são menos obesas e fumam menos.

Esse fato foi levado em consideração durante o estudo. No entanto, os pesquisadores reconhecem que isso não elimina das conclusões do estudo todas as diferenças possíveis existentes entre aqueles que consumem regularmente as oleaginosas e aqueles que não.

No entanto, eles disseram que era "improvável" que esse fator, estilo de vida, tenha impacto suficiente para alterar as conclusões da pesquisa.

Eles dizem que as frutas secas de fato parecem colaborar para reduzir os níveis de colesterol, inflamações e a resistência à insulina.

Mais pesquisa - Para Victoria Taylor, nutricionista do British Heart Foundation, "este estudo mostra uma relação entre comer regularmente um pequeno punhado de oleaginosas e um menor risco de morte por doença cardíaca."

"Embora esta seja uma associação interessante, precisamos de mais pesquisas para confirmar que são essas frutas que protegem a saúde do coração, e não outros aspectos relacionados ao estilo de vida das pessoas.
"Frutas oleaginosas contêm gorduras insaturadas, proteínas e uma variedade de vitaminas e minerais, e são ótimas substitutas para barras de chocolate, bolos e biscoitos na hora do lanche."

"A escolha pelas simples, sem sal, em detrimento das que tem mel, são assadas ou cobertas por chocolate, mantém o nível ingerido de sal e açúcar baixo."

O estudo foi financiado pelo National Institutes of Health e pelo International Tree Nut Council Nutrition Research & Education Foundation, ambos dos Estados Unidos.

Fonte: BBC News

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Ricota de Soja

Oi gente!

Um dos posts de maior sucesso aqui do Blog é aquele do Patê de Soja com Palitos Crocantes e sabem o que eu percebi hoje?! Eu esqueci de dar uma dica bem legal que é a de fazer a Ricota de Soja, que é bem tranquila de fazer!

Com esta ricotinha você pode fazer outras receitas deliciosas como patês variados, recheios de esfirra (meu favorito) e até utilizá-lao na preparação de saladas. Uma opção deliciosa, saudável e super necessária para os nossos amigos que têm intolerância ou alergia a lactose.

1º Passo: Fazer o leite de soja. (A receita é a mesma do patê)
- Deixar de molho 1 xícara de soja com duas xícaras de água (geralmente, a gente deixa a noite toda e faz o leite de manhã, mas o negócio é que a soja tem q inchar bem. Ela deixa de ser redondinha e fica compridinha igual a um feijão);
- Descartar a água na qual a soja ficou de molho;
- Agora, com a soja inchada, teremos 2 xícaras de soja;
- Bater no liquidificador 1 xícara de soja e duas de água. (O restante da soja vc pode cozinhar inteira pra fazer salada ou pode aproveitar tudo para fazer o leite. Se for aproveitar tudo, então, serão duas xícaras de soja e quatro de água);
- Coar em peneira fina e grande (pq sobra muito "bagaço");
- Ferver o leite por cerca de 10 minutos (com atenção pq ele sobe igual leite. Eu costumo tirar um pouco da espuma com uma espumadeira e vou mexendo e cuidando o tempo todo até ferver o tempo necessário);

Se você quiser usar parte do leite de soja para fazer o patê, agora é a agora de reservar. Ou se você quiser fazer tudo de ricota, é só deixar tudo na panela.

2º Passo: Fazer a Ricota.
Com o leite que acabou de ferver ainda na panela e com o fogo ligado, é hora de ver a mágica acontecer.
- Com o fogo baixo, você acrescenta no seu leite de soja o suco de um limão. Em poucos segundos, você vai observar a ricota de formando e uma água sobrando.
- É nessa hora que você deve desligar o fogo e coar sua ricota, para sair toda a água que sobra.
- Depois de coada, é só levar a sua ricota de soja para a geladeira e ir pensando nos temperinhos.

Eu gosto de fazê-la temperadinha com limão, azeite, sal, tomate, azeitona e salsinha. Com essa mistura, eu coloco no pão, na salada e também fica ÓTIMA como recheio de esfirra. Também fica super gostoso, misturar com o patê de soja. Enfim... o negócio é arriscar. Às vezes, a ricota fica mais firme, às vezes menos... mas é normal.

E, quanto aos recheios, cada um é que sabe melhor o gosto da família. Eu já comi na casa de uma amiga uma combinação que eu amei, que veio com ricota, cenoura ralada, azeitona, sal e orégano.

Aliás, isso me fez lembrar de uma tapioca que eu gosto D+, que vem com o seguinte recheio: ricota, cenoura ralada, tomate picado, azeite, sal e orégano. Deve ficar muito bom com a ricota de soja. E para melhorar ainda mais para o meu gosto, eu colocaria uns pedacinhos de azeitona verde picada, que eu AMO!

Então é isso! Um grande abraço e fiquem com Deus!

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Exame médico para exercícios

Verãozão se aproximando e é sempre as mesma coisa: as academias começam a lotar, a gente vê mais gente se exercitando nas ruas... Aliás, segundo a Associação Brasileira de Academias de Ginástica, as matriculas aumentam em até 30% nos meses da primavera e do verão.

Mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto... geralmente, quase ninguém se preocupa em fazer um check-up antes. E você deve estar se perguntando: e qual é o problema disso? Pois é... muita gente não sabe, mas, dependendo do seu estado de saúde atual, alguns tipos de atividade física podem fazer mais mal do que bem, colocando até sua vida em risco.

De acordo com o bioquímico responsável técnico do Laboratório de Análises Clínicas, Marcos Kozlowski, os exames traçam o perfil do metabolismo de cada indivíduo, mostrando os níveis de colesterol, glicose e pressão arterial. Essas informações são importantes para traçar o treino ideal para a pessoa.

 “O check-up é uma segurança para quem vai começar a praticar esportes. O ideal é consultar um clínico geral é ele quem irá prescrever a série de exames necessários para avaliar as condições de saúde”, afirma o especialista.

Para pessoas com mais de 30 anos são indispensáveis exames que detectem problemas como hipertensão arterial, doença coronária, asma e diabetes. Em alguns casos, é preciso também solicitar eletrocardiograma e o teste de esforço para avaliar a resposta do aparelho cardiorrespiratório ao esforço físico.

Segundo o profissional, esses exames médicos da academia podem denunciam problemas que limitem a capacidade do indivíduo de praticar atividades físicas, como doenças no coração, pulmões, aparelho locomotor e vasos sanguíneos.

(Com informações do Blog Bolsa de Mulher)